Cascais

Contactos
Fale connosco
Cascais Invest

650 anos de história

Terra de reis e pescadores, a história de Cascais remonta ao paleolítico, com as primeiras ocupações humanas atestadas, por exemplo, nas Grutas da Alapraia ou Gruta do Poço Velho. Por esta zona passaram povos das mais diversas origens, como árabes e romanos, uns fixando-se mais, outros menos tempo, todos contribuindo para um passado cultural e patrimonial rico e para um futuro que hoje se distingue pelo empreendedorismo e inovação.

A história mais recente conta-se a partir dos últimos 650 anos, data em que, por foral de D. Pedro IV, Cascais ganha autonomia de Sintra e se torna vila de pleno direito.

Reconhecendo o trabalho dos “homens bons”, o monarca deu à Vila a capacidade de se desenvolver e mostrar a força das suas gentes. E o povo de Cascais correspondeu.

Tantos são os encantos desta terra que, no final do século XIX, a família real fez de Cascais o seu destino de férias. Sempre que o calor apertava, era em Cascais que tudo de importante acontecia, hoje é assim o ano inteiro! Ao fixar-se em Cascais a família real abriu caminho para o desenvolvimento de infraestruturas como a Estrada Real – hoje transformada numa Marginal com duas vias em cada sentido – mas também para a criação de equipamentos como Clube Naval de Cascais, ou o primeiro laboratório oceanográfico do país, pela mão do rei D. Carlos.

Acompanhando o rei, muitas foram as famílias mais abastadas que aqui fixaram residência, construindo em Cascais, Estoril e Monte Estoril casas de férias, na sua maioria “chalets”. É este um dos legados desta terra: um património arquitetónico excecional.

Acessos e Conetividade

No TOP 100 dos destinos turísticos europeus mais sustentáveis, Cascais goza clima ameno todo o ano e de uma localização geográfica ímpar. A pouco mais de 20 minutos do aeroporto internacional de Lisboa – distância que pode ser percorrida por carro em autoestrada ou à beira mar, ou ainda de transportes públicos, beneficiando da ligação de metro mais comboio – Cascais abraça os visitantes logo à chegada com uma Baía luminosa. Daqui partiram os descobridores do novo mundo. Aqui chegam todos os dias gentes dos quatro cantos do mundo que quando partem são novos embaixadores de Cascais.

Com cerca de 207 mil habitantes e 97,4 quilómetros quadrados de território – um terço do qual Área Protegida – entre a serra e o mar, Cascais faz fronteira também com Sintra e Oeiras, beneficiando de um cosmopolitismo ímpar que se complementa uma riqueza natural, histórica e cultural como poucos lugares do mundo se podem orgulhar.

  • A proximidade a grandes portos marítimos de mercadorias, de entre os quais se podem destacar os Portos de Lisboa, Sines ou Setúbal, faz com que a posição de Cascais seja uma posição estratégica de excelência no que ao transporte marítimo de mercadorias diz respeito.
  • Cascais é o 8º Concelho com maior poder de compra em Portugal, encontrando-se inserido na zona de Lisboa cujos Conselhos assumem um poder de compra que ultrapassa os 10% do Poder de Compra total português.(INE, 2013)

Recursos Humanos

O concelho de Cascais é sem dúvida um concelho atrativo, sendo que na última década o crescimento populacional registou um aumento significativo de 21%, de 170683 em 2001 para 206479 habitantes em 2011.

No ano letivo de 2015-2016 a Câmara de Cascais investiu cerca de 3,6 Milhões de euros na construção e recuperação de escolas. – fonte

Os Salesianos do Estoril são a 23.º escola secundária melhor posicionada no ranking nacional de médias dos exames do ensino secundário.

No futuro próximo será transferida para Cascais uma das mais conceituadas universidades europeias de gestão e economia a nível europeu, a NOVA- School of Business and Economics.

O Concelho de Cascais possui ainda 10 escolas de cariz internacional das quais 6 são inglesas, 3 alemãs e 1 sueca)

Cascais é o 9º Conselho Português com maior densidade populacional (2014,INE) e o 6º Município português com maior número de população ativa (censos, 2011)

Desde 2011 que assistimos a uma alteração estrutural da população do concelho, uma vez que 25% já detém um curso superior e observa-se um ligeiro acréscimo percentual da população que completou o ensino secundário e o 2º e 3ºciclos do ensino básico.

O setor secundário tem perdido terreno para o terciário. Hoje, os serviços e o comércio têm ganho maior peso na economia do concelho o que se traduz na maior capacidade de empregabilidade.

Custos Operacionais

Incentivos para aquisição

Salários competitivos

Taxas e impostos competitivos

Condições para startups

Infraestruturas

Transportes públicos, estradas e autoestradas, fibra ótica, equipamentos. Excelentes acessos e ligações profissionais privilegiadas.

A empresa de transportes públicos Scotturb gere a rede de autocarros que serve o Concelho de Cascais bem como os Concelhos de Oeiras e Sintra, criando assim uma rede de transportes eficiente que vem de encontro ás necessidades do Concelho bem como dos seus utentes.

A Scotturb tem em funcionamento no total 57 Carreiras, das quais, 38 servem o Concelho de Cascais.

A linha ferroviária de Cascais é gerida pela CP-Comboios de Portugal e irá brevemente ser modernizada, melhorando assim a infraestrutura já existente, que tem actualmente uma extensão de 25,4km e realiza o trajecto entre Cascais e Lisboa (Cais do Sodré) em cerca de 35 minutos.

Localiza-se em Cascais o Centro de Congressos do Estoril, o único espaço para eventos na peninsula Iberica com certificação da Earth Check (Site CCE).

O aeródromo de Tires, 2ª infraestrutura aeroportuária da região de Lisboa encontra-se também localizado na região de Cascais.

Existem no Concelho 15 pontos de carregamento de veículos elétricos dos quais 1 ponto é de rápido de carregamento. –fonte

O Concelho possui ainda um autódromo, o Autódromo do Estoril, um palco de excelência para eventos motorizados ( Gabinete estatística CMC)

A A5 é a auto-estrada que liga o Concelho de Cascais ao Conselho de Lisboa, e é a mais antiga auto-estrada portuguesa, cuja inauguração do primeiro troço remonta ao ano de 1944. –fonte: (autoestrada)

Ecossistema empresarial

Ambiente propício ao negócio

Ecossistema rico em CEO’s de grandes empresas

Network facilitado

Qualidade de vida e segurança

Cascais foi considerado pelo City Brand Ranking, em 2015, como o 4º melhor concelho português para se viver e o 5º melhor para se visitar. Saiba Mais

Ambiente propício para o turismo. Segurança e conforto ao nível das melhores cidades europeias. Gastronomia de excelência e um clima fantástico na maior parte do ano. Oferta turística único com acesso facilitado a praias, museus, restaurantes, campos de Golf, Surf, casino, Centro de Congressos, Marina.

Turismo

Quem chega a Cascais encontra sobretudo um povo hospitaleiro e empreendedor. É essa a sua vocação. No início do século XX, Fausto Figueiredo ao implementar, o Projeto Estoril, projeto turístico pioneiro de cariz cosmopolita e erigido de raiz em Portugal, deu mostras disso. A ele se devem referências a Cascais como “Berço do Turismo em Portugal” e “Riviera Portuguesa”.

Ao longo das décadas, Cascais sempre soube acolher e hoje orgulha-se de ter entre os seus residentes perto de 120 nacionalidades diferentes. É comum ouvir-se falar em francês, inglês, mas aqui também existem associações culturais representativas de países do leste europeu ou África e Irlanda. E em Cascais também se realizam festividades religiosas judaicas… Todos têm uma certeza: são bem acolhidos.

Para tanto contribui uma vasta rede de equipamentos de hotelaria e restauração – de 3 a 5 estrelas, mas também com muita oferta a nível de hostels, preferidos pelos mais jovens, e uma marina, para quem chega a Cascais a partir do mar.

Praias

Ao longo de 25 km de costa abrem-se 17 convidativas praias, umas mais urbanas, como as dos Pescadores, Rainha e Conceição, outras ao longo da Estrada Marginal que se estende de Carcavelos – o maior areal concelhio – a Cascais. Para os apreciadores da natureza no seu esplendor, o Abano ou o Guincho são as praias de eleição. Destaca-se naturalmente o Guincho, praia “Maravilha de Portugal para Uso Desportivo”, pelo seu vento e ondulação de exceção que fazem dela palco preferido para a prática de surf, bodyboard e kyte surf. É aqui, por exemplo que decorre a etapa portuguesa de qualificação para o Campeonato Mundial de Surf!

Gastronomia ligada ao mar

O turismo é a sua principal atividade económica. Porém, Cascais não esquece as suas raízes piscatórias, mantendo muito ativo o porto de pesca do qual, diariamente, partem embarcações que regressam com pescado fresco, sobretudo polvo, robalo e linguado, as espécies mais procuradas nos restaurantes locais, pelo seu sabor e frescura. Ao longo da costa é também forte a produção de marisco, em especial lagosta e caranguejo, percebes e mexilhão, daí que a gastronomia de Cascais seja transversal a outras zonas costeiras com destaque para as cataplanas de marisco, ou linguado e robalo grelhados, que viajam diretamente do mar de Cascais para o prato. Muitos são os restaurantes que oferecem estas iguarias com uma qualidade excecional. Mas o cosmopolitismo de Cascais faz com que a oferta se alargue a sabores de outros países como a China, Nepal, Índia, Tailândia, Japão, Itália. Na doçaria, a especialidade de Cascais são as areias, comumente designadas por “areias de Cascais”. Também recuperou as Juaninhas, um doce à base de amêndoa e doce ovos recentemente reintroduzido na sua cultura gastronómica.

O que encontra em Cascais?

  • Marina
  • Casino
  • 17 praias
  • Parques e jardins
  • 3km de paredão à beira mar
  • 16km de ciclovia
  • Ligação a Lisboa por comboio
  • Hotéis
  • Hostels
  • Bairro dos Museus com 14 equipamentos culturais e dois parques:
  • Museu da Vila
  • World Press Cartoon
  • Centro Cultural de Cascais
  • Casa das Histórias Paula Rego
  • Museu Condes de Castro Guimarães
  • Casa Duarte Pinto Coelho
  • Casa de Santa Maria
  • Farol – Museu de Santa Marta
  • Museu do Mar – Rei D. Carlos
  • Fortaleza de Nossa Senhora da Luz
  • Forte S. Jorge de Oitavos
  • Museu da Música Portuguesa – Casa Verdades de Faria
  • Espaço Memória dos Exílios
  • Casa Reynaldo dos Santos e Irene Virote Quilhó dos Santos
  • Parque Marechal Carmona
  • Auditório Fernando Lopes Graça – Parque Palmela